Estratégia de Internacionalização

O processo de internacionalização da Escola de Comércio do Porto, insere-se num contexto de globalização com implicações económicas, sociais, políticas, educativas e culturais. A nova dinâmica imposta pela globalização obriga a uma definição de novas estratégias para um melhor posicionamento da escola em relação às suas congéneres. Neste sentido, a ECP estabeleceu como prioridade a consolidação de parcerias transnacionais anteriormente estabelecidas e a criação de outras com vista à criação de uma “rede” sólida de parcerias que viabilizem os propósitos de internacionalização da nossa instituição e a realização de mobilidades europeias.

A Escola de Comércio do Porto pretende assentar a sua ação nos seguintes Pilares:

  • Processo de internacionalização da escola;
  • Desenvolvimento de ações que permitam a aquisição de competências centradas nos alunos;
  • Desenvolvimento de ações que permitam a aquisição de competências centradas no pessoal docente. 

A ECP integra o Grupo Ensinus, um conjunto de organizações empresariais, inteiramente dedicadas à educação e ao ensino de todos os níveis e graus, desde a educação pré-escolar ao ensino superior, incluindo o ensino e a formação profissional, a consultoria e a investigação aplicada, em Portugal, Moçambique e na Guiné Bissau. Será objetivo da ECP aprofundar com as escolas nacionais e, sobretudo, internacionais programas de intercâmbio e parcerias ativas entre alunos e staff.

O Grupo Ensinus tem desenvolvido um conjunto de iniciativas conjuntas com a Liga dos Chineses em Portugal e, nesse sentido, a Escola de Comércio do Porto está a preparar ações de formação para comerciantes chineses com lojas na região Norte. Esta estratégia assume especial relevância se considerarmos a experiência da escola na preparação e dinamização de ações de formação de diferentes tipologias, desde jovens a adultos, empregados e desempregados.