Parceiros

As parcerias já realizadas e/ou participação em programas de mobilidade europeia foram as seguintes:

  • Realização da Formação em Contexto de Trabalho, em Roubaix, França, em 1997, no âmbito do programa “Leonardo Da Vinci”
  • Parceria com a Escola IES A Guía – Instituto de Educação Secundária: em maio de 2015, a ECP acolheu um professor desta instituição, cujo propósito da mobilidade foi o de contactar com as técnicas e metodologias que caracterizam o Marketing e o Comércio em Portugal
  • Parceria com a Fundación Sopeña Badajo: no ano letivo 2016/2017, a ECP acolheu quatro professores deste colégio que, com esta mobilidade, pretendiam conhecer os planos dos cursos ministrados na nossa escola e as metodologias de ensino usadas nas disciplinas da área técnica.
  • Parceria com a escola dinamarquesa Tradium: no ano letivo 2016/2017, a ECP recebeu o Coordenador do Departamento de Relações Internacionais desta instituição para organização de uma parceria internacional com a nossa escola, que se realizou com sucesso. Em outubro de 2017, acolhemos 13 alunos desta escola, acompanhados por dois professores, que, ao longo de duas semanas, assistiram a aulas, conheceram empresas parceiras e realizaram visitas culturais.
  • Enquadrado no nosso plano estratégico de internacionalização, estivemos presentes em diversas conferências e simpósios, em diferentes cidades europeias (Barcelona, Roma, Valência, Salónica, Praga), na sua maioria, organizados pelo ECNAIS e pelo EFVET, visando conhecer novas práticas pedagógicas, metodologias facilitadoras do sucesso escolar e parceiros para projetos futuros de mobilidade transnacional.
  • Em 2017, três alunos da ECP participaram em formações-piloto, na República Checa, Bulgária e Grécia, durante uma semana, subordinadas à temática da Economia Social Solidária. Neste mesmo ano, na sequência da seleção da nossa instituição para a dinamização do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, estabelecemos uma parceria com Xavier Aragay, criador do projeto “Reimagine Education Lab”, que visa um novo paradigma da educação, centrada no aluno, e que postula iniciativas e experiências de inovação disruptiva. Todos os professores receberam formação, ministrada pelo próprio, e está agendada uma nova sessão para fevereiro de 2018.